Equipe

Coordenação: Luís Filipe Silvério Lima

Lattes: http://lattes.cnpq.br/1254684857020143

Academia: http://unifesp.academia.edu/lfslima

Professor Associado de História Moderna na Unifesp. Bacharel em História (1998), mestre (2000) e doutor (2005) em História Social pela USP. Deu aulas na UFPR e na USP, foi “fellow” da John Carter Brown Library, Brown University e é coordenador do polo brasileiro da “Red Columnaria”. Trabalha com a História dos Impérios na Época Moderna e com história de Portugal, da Inglaterra e das Américas nos séc. XVI e XVII. Na Unifesp, coordena o grupo CNPq “Poder e Política na Época Moderna” e desenvolve pesquisas sobre: os movimentos milenaristas e radicais no século XVII; o impacto do Novo Mundo no pensamento profético-político ibérico e inglês; a história dos conceitos no Império Português; e o pensamento e a circulação dos escritos de Antônio Vieira. É autor, entre outros, de Padre Vieira: sonhos proféticos, profecias oníricas (2004);Império dos sonhos: narrativas oníricas, sebastianismo e messianismo brigantino (2010), e organizou Facetas do Império na História (com Andréa Doré e Luiz Geraldo Silva, 2008) e Visions, prophecies and divinations. Early Modern Messianism and Millenarianism in Iberian America, Spain and Portugal (com Ana Paula Megiani, 2016).

 

Equipe de pesquisa e redação:

Bruno Galeano

Lattes: http://lattes.cnpq.br/7822627757697098

Academia: https://usp-br.academia.edu/BrunoGaleano

Doutorando em História Social pela Universidade de São Paulo. É também mestre (2012), bacharel e licenciado (2008) em História pela mesma instituição. Dedica-se atualmente ao estudo da percepção do anacronismo na produção do saber histórico na Inglaterra seiscentista. Trabalhou anteriormente com a caça às bruxas e a discussão demonológica, cuja pesquisa resultou na publicação do livro Uma ilha assombrada por demônios: a controvérsia entre John Webster e Joseph Glanvill na Inglaterra da Restauração (1660-1680) (2016). Seus interesses estão ligados à História Moderna, à História das Ideias e também à Metodologia e Teoria da História.

Jéssica Lury

Graduanda em História Licenciatura pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Foi bolsista do CNPq entre 2017-2018, com a pesquisa intitulada “Vida ativa e a arte da pintura no Renascimento: artífices e contratos”.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/5024234484698322

Academia:https://independent.academia.edu/J%C3%A9ssicaLuryKumada

Lívia Bernardes Roberge

Lattes: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4459101Y3

Academia: https://uff.academia.edu/L%C3%ADviaRoberge

Bacharela em Relações Internacionais pela Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL), graduada no curso de Licenciatura e Bacharelado em História pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) e Mestra em História pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Atua na área de História Moderna, com ênfase nos estudos da Inglaterra Seiscentista, havendo produzido no mestrado uma pesquisa sobre a atuação do grupo radical Diggers durante a Revolução Inglesa, entre os anos de 1648 e 1652. Atualmente, cursa o Doutorado em História Social da Cultura na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), sob orientação da Profa. Dra. Silvia Liebel. A atual pesquisa é voltada às lutas de representação envolvendo os Diggers ao longo do século XVII inglês.

Mariana Duzzi

Lattes: http://lattes.cnpq.br/4022644689564974

Academia: https://unifesp.academia.edu/MarianaDuzzi

Graduanda em História Licenciatura pela Universidade Federal de São Paulo. É bolsista FAPESP e estuda a representação das virtudes cardeais e teologais na série “As sete virtudes” (1559), de Pieter Bruegel, Dirck Coornhert, Philips Galle e Hieronymus Cock, pensando a relação com os processos de confessionalização e disciplinamento social em Flandres, no século XVI. Foi bolsista do grupo PET- História do Centro de Memória e Pesquisa História – CMPH UNIFESP, entre 2016-2018.

Michelle Mayumi Hachisu

Lattes: http://lattes.cnpq.br/3795667552656219

Academia: https://unifesp.academia.edu/MayumiHachisu

Aluna de graduação em História na Universidade Federal de São Paulo desde 2014. Estuda história da Inglaterra no século XVII, com foco na produção de impressos e gravuras no período da Revolução Inglesa (1640-1660). Trabalhou com pesquisas de Iniciação Científica (CNPq), A Iconografia de Oliver Cromwell no século XVII (2015) e A Representação de Carlos I, Oliver Cromwell e Carlos II nas Gravuras de William Faithorne (1636-1691) (2016). Trabalha com produção e circulação de gravuras, sobretudo retratos, no século XVII inglês.

Patrícia Moreira Nogueira

Lattes: http://lattes.cnpq.br/5087970363207733 

Academia: https://unifesp.academia.edu/PMoreira 

Mestranda vinculada ao Programa de Pós-graduação em História pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), onde desenvolve uma pesquisa na área de História Moderna, intitulada “Respostas em Gangraena (1646): intertextualidade e circulação de ideias ortodoxas e heterodoxas durante a Primeira Guerra Civil Inglesa”. Em 2016, foi pesquisadora visitante na Goldsmiths College para realização de pesquisa documental relacionado ao trabalho do mestrado. Durante a graduação, concluída na UNIFESP em 2014, atuou em atividades de pesquisa e ensino e concluiu uma investigação de Iniciação Científica relacionada às áreas de História do Brasil Colônia e História da Igreja da qual originou-se a monografia “Ecos tridentinos: relatórios de visitas ad limina pernambucanas e as ações do clero secular em relação à população indígena (1680-1746)”. Também possui curso Técnico em Museu pela ETEC Parque da Juventude (2010) e experiência na área de patrimônio histórico-cultural.

Talita Sanchez

Lattes: http://lattes.cnpq.br/7045647615690954

Academia: https://unifesp.academia.edu/TalitaNSanchez

Mestranda em História pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), onde possui Bacharelado (2012) e Licenciatura (2013) em História. Atualmente pesquisa sobre gravuras na Restauração portuguesa (1640-1668) e é bolsista CAPES. Apresentou pesquisa monográfica de final de curso sobre os desenhos em um manuscrito de Félix da Costa no século XVII em Portugal (2012). Realizou pesquisas de Iniciação Científica sobre iconografia onírica no século XVII ibérico com recursos da FAPESP (2010-2011) , e sobre as obras “A Vida é Sonho” de Calderón de la Barca e Antonio Perda no século XVII espanhol, de forma voluntária (2009-2010). Participou do projeto “O corpo, entre arte e medicina: um levantamento iconográfico e bibliográfico”, do departamento de História da Arte da mesma instituição com financiamento da FAP/UNIFESP (2011). Além disso, tem experiência com tutoria e monitoria de cursos de graduação e de especialização, tendo atuado como tutora no curso de Especialização em Educação em Direitos Humanos da COMFOR/UNIFESP (2015-2016). Tem experiência profissional nas áreas de educação patrimonial e de gestão de arquivos. Interessa-se particularmente por temas como Visualidade, História Moderna, Messianismo, Mundo Ibérico, Direitos Humanos e Educação.    

Verônica Calsoni Lima

Lattes: http://lattes.cnpq.br/5568315467829953

Academia: https://usp-br.academia.edu/VerônicaCalsoniLima

Doutoranda em História Social pela Universidade de São Paulo. Visiting Research Fellow no Goldsmiths College (University of London) e na Chethams Library (Manchester, UK). Possui bacharelado e licenciatura (2012), e mestrado (2016) em História pela Universidade Federal de São Paulo. Também foi aluna de intercâmbio do curso de História da Universidade Nova de Lisboa (2010-2011) e pesquisadora visitante do Goldsmiths College (2014-2015). Estuda a História da Inglaterra do século XVII, focando-se, sobretudo, no período da Revolução Inglesa (1640-1660) e da Restauração. Também trabalha com a História do Livro e da Leitura, pesquisando os processos de produção e circulação de textos impressos, especialmente de panfletos e livros radicais religiosos produzidos no contexto revolucionário inglês.